Esportes | Futebol | 31 jul 2020 - 08:30

Semifinal do Paulista terá Corinthians x Mirassol e Palmeiras x Ponte Preta

De: Redação R11 News

O Corinthians está classificado para a semifinal do Paulistão Sicredi e mantém vivo o sonho do tetracampeonato inédito. Na noite desta quinta-feira, no Morumbi, em São Paulo, na partida única das quartas de final, os comandados de Tiago Nunes vencerem o Red Bull Bragantino por 2 a 0.

O primeiro gol foi marcado pelo volante Éderson, logo aos 27 segundos de partida. Atacante e ídolo alvinegro, Jô reestreou com a camisa corintiana indo às redes aos 19 minutos do segundo tempo, marcando de cabeça.

O adversário na próxima fase, a ser também disputada em jogo único, será o Mirassol, que eliminou o São Paulo com triunfo, na noite de quarta-feira, por 3 a 2. Por ter melhor campanha, o Corinthians poderá jogar na Arena Corinthians. Na outra chave, o Palmeiras enfrentará o classificado do duelo entre Santos e Ponte Preta.

Logo aos 27 segundos, o Corinthians conseguiu abrir o placar. Éderson roubou a bola na intermediária, arrancou e resolveu arriscar de fora da área. O chute saiu rasteiro, sem muita força, mas o goleiro Júlio César não conseguiu fazer a defesa.

O Red Bull Bragantino tentou superar a adversidade sob a liderança de Artur. Aos oito minutos, o ex-atacante de Palmeiras e Bahia soltou a perna de longe e carimbou o travessão. Já aos 13, partiu na individualidade, entrou na área e bateu para fora, com perigo.

A equipe interiorana, comandada por Felipe Conceição, seguiu comandando as ações, explorando a velocidade pelo lado direito do ataque, mas encontrou dificuldades para furar a defesa. Aos 47, após sobra de escanteio, Luan quase ampliou para os paulistanos.

Com pouco mais de um minuto da etapa final, o Red Bull Bragantino mostrou que ia tentar a classificação a qualquer custo. Artur cobrou escanteio da direita, a bola foi afastada e sobrou para Morato, que arriscou de longe e mandou para fora, passando próxima à trave direita.

Discreto até ali, Jô começou a aparecer aos 12. Fagner cruzou para o atacante, que tentou um voleio, parando em Júlio César. Na sequência, porém, ele foi às redes. Aos 19, Luan bateu escanteio na cabeça do centroavante, que subiu bem e testou firme para ampliar.

Na reta final do confronto, o Corinthians pouco se expôs e administrou o resultado com tranquilidade. O único momento de maior perigo do Red Bull Bragantino aconteceu aos 28, em cobrança de falta de Claudinho.

Ponte Preta

De virtual rebaixada à semifinalista do Paulistão Sicredi, a Ponte Preta seguiu com 100% de aproveitamento após a volta do futebol paulista. A equipe de Campinas eliminou o Santos, com vitória por 3 a 1, de virada, na Vila Belmiro.

O Santos até saiu na frente, mas teve Marinho expulso ainda no primeiro tempo, e viu a Ponte Preta virar na etapa final. Essa foi a quarta expulsão nos últimos quatro jogos do time de Jesualdo Ferreira.

Na semifinal, a Ponte Preta enfrenta o Palmeiras, que eliminou o Santo André com vitória por 2 a 0. A outra partida será entre Corinthians e Mirassol.

A Ponte Preta já começou dando um susto nos primeiros minutos. Logo aos três minutos, Jeferson aproveitou cobrança de escanteio e acertou o travessão. A resposta do Santos, no entanto, foi fatal. Aos oito minutos, Soteldo levou para o fundo pela esquerda e cruzou para Marinho, na segunda trave, completar de cabeça para o fundo do gol.

O Santos até dominava a partida, mas se complicou no final do primeiro tempo. Marinho, que já tinha cartão amarelo, deixou o braço no rosto do zagueiro Henrique Trevisan e foi expulso.

Com um jogador a mais, a Ponte Preta foi superior no segundo tempo e não demorou para virar o jogo. Aos cinco minutos, Bruno Rodrigues aproveitou sobra após cobrança de escanteio e tocou de cabeça. A bola ainda passou por baixo das pernas do goleiro Vladimir e entrou.

Dez minutos mais tarde, Bruno Rodrigues arriscou de longe e o goleiro do Santos rebateu. Moisés ficou com a bola nos pós e só teve o trabalho de tocar para o fundo do gol vazio.

No final, o Santos ainda tentou reagir, mas não conseguiu superar a boa postura da Ponte Preta. Aproveitando contra-ataque, João Paulo ainda marcou um golaço batendo colocado da entrada da área aos 42 minutos e fechou o placar para os campineiros