Cafeinado | Eleições 2020 | 04 set 2020 - 19:53

Partidos têm até o dia 16 para definir candidatos a prefeito e vereador

De: luizfernando

Os partidos políticos têm menos de 15 dias para definir seus candidatos aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador para as Eleições 2020. De acordo com o novo calendário eleitoral – prorrogado pela Emenda Constitucional 107/2020, em decorrência da pandemia –, o prazo se encerra no próximo dia 16.

Nessa relevante fase pré-campanha eleitoral, filiados se reúnem para escolher os pré-candidatos considerados mais viáveis (ou não) a vereador e para decidir pela participação da legenda na eleição majoritária. As convenções sempre reservam surpresas.

 

Novidades

Duas grandes novidades para o pleito deste ano são: 1) A possibilidade de realizar vários procedimentos (convenção, registro de candidaturas etc) de modo on-line; 2) A obrigatoriedade de chapas puras nas eleições proporcionais. Ou seja, não é mais possível a coligação para vereador, o que tem tirado o sono de muitos partidos.

Dicas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) elaborou materiais informativos para garantir a realização das convenções partidárias com segurança, tanto para os servidores da Justiça Eleitoral quanto para os membros dos partidos. Veja aqui.

Meme

Nova nota de Real rendeu um esperado meme

Nova nota de Real rendeu um esperado meme

Lobo-guará 1

A impressão é de que a nova nota de Real, em tons sépia, estampada pelo lobo-guará, não agradou. Pura besteira. O que não agrada mesmo é não ter várias delas no bolso. A célula foi lançada na quarta (2) pelo Banco Central. Leia mais aqui.

Lobo-guará 2

Bons tempos em que nosso dinheiro rendia no supermercado. Estão falando por aí que, se você pesquisar antes de comprar, e se abrir mão dos cortes nobres, dá até para fazer um bom churras com um lobo-guará.

Auxílio emergencial

O governo federal publicou a Medida Provisória 1000/2020, na quinta (3), oficializando o pagamento do benefício até o fim do ano. As parcelas de setembro a dezembro serão de R$ 300, metade do valor pago anteriormente. Chamado de “auxílio emergencial residual”, o benefício deve render dividendos políticos ao presidente Jair Bolsonaro.

 

* CAFEINADO é uma coluna assinada pelo jornalista Luiz Fernando Cardoso. É publicada diariamente no blog Café com Jornalista e em sites parceiros, como o R11.

LEIA MAIS TEXTOS DA COLUNA CAFEINADO